segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Barreiro: Tiroteio faz um morto na Quinta dos Loios, no Lavradio



«Um homem de 26 anos morreu esta segunda-feira na sequência de um tiroteio na Quinta dos Loios, no Lavradio, Barreiro. 

A vítima foi baleada por duas vezes. Na origem da rixa estará a venda de uma viatura. 

O alegado homicida encontra-se em fuga e será um comerciante de automóveis. O crime ocorreu por volta das 10h55. 

No local estiveram a VMER do hospital Garcia de Orta, os bombeiros do Barreiro e a PSP. 

O corpo foi recolhido por volta das 14h00 e transportado para a morgue do Hospital do Barreiro. 

A Polícia Judiciária realizou perícias no local e encontra-se agora a investigar o caso.»



Fonte: Correio da Manhã online, 08-12-2014

Barreiro: Homem morto a tiro no Lavradio


«Um homem, de 27 anos, foi esta segunda-feira morto a tiro na via pública no Barreiro, com o agressor a colocar-se em fuga.

"O crime ocorreu cerca das 10.50 horas na freguesia do Lavradio, no Barreiro. Um homem com 27 anos foi atingido com uma arma de fogo e acabou por morrer no local", disse fonte da PSP.

O caso aconteceu na praceta da Urbanização dos Loios, no Lavradio, numa zona onde se encontram diversas viaturas estacionadas na rua para venda, com a PSP a referir que até ao momento não tem informação sobre o que esteve na origem da ocorrência.

O suspeito colocou-se em fuga, com o corpo da vítima a ficar na via pública durante algumas horas, tendo a PSP criado um perímetro de segurança.

No local estiveram a VMER do hospital Garcia de Orta, os bombeiros do Barreiro e a PSP.

Mais tarde chegaram ao local elementos da Polícia Judiciária para recolher indícios do crime e tomar conta da ocorrência.

O corpo foi recolhido pelos bombeiros Sul e Sueste e transportado para a morgue do Hospital do Barreiro.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 08-12-2014

domingo, 9 de novembro de 2014

Gondomar: Assassinou a mulher à facada em frente aos dois filhos em Fânzeres


«Um homem, Luís, de 45 anos, serralheiro, assassinou à facada a mulher, Sónia Marques, de 39 anos, empregada num café, nas escadas do prédio onde residiam, num condomínio da Rua dos Azevinhos, em Fânzeres, Gondomar, sábado ao fim da tarde. Os dois filhos, de 15 e de quatro anos, assistiram a tudo.


Na vizinhança ninguém consegue explicar a razão que levou Luís, que trabalhava numa firma de tetos falsos, a atacar a mulher em casa, por volta das 18.30 horas. Discutiram e ela fugiu do apartamento onde moravam, num 5º andar. Fugiu pelas escadas, mas ele perseguiu-a com uma faca.

Os filhos, atrás, estavam apavorados. Golpeou-a várias vezes, a última das quais à entrada do prédio. Segundo vizinhos, livrou-se da faca e ficou com o corpo da mulher nos braços, até ao último suspiro. Depois, chamou a GNR para o prender.

No café que a família frequentava, perto de casa, a surpresa não podia ser maior. O casal, que andava "sempre junto" e se "dava muito bem", tinha ali estado horas antes a reprovar a violência dos crimes noticiados nos últimos dias. Meia hora antes da tragédia, os filhos do casal foram ao café comprar pão, sem denunciar qualquer sinal de tensão.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 09-11-2014

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Famalicão: Agrediu mulher e filha menor e morreu esfaqueado em Esmeriz


«Um homem morreu esfaqueado durante uma discussão conjugal, esta quinta-feira de manhã. A mulher e a filha foram hospitalizadas, presumivelmente vítimas de agressão.Não é claro se a vítima se suicidou ou se foi assassinada.




A GNR de Famalicão está no local a tentar perceber como morreu o homem na rua de S. Martinho, em Esmeriz. A vítima, de 39 anos, foi vítima de esfaqueamento.

Ao que o JN apurou, a morte ocorreu num quadro de violência doméstica. O homem terá agredido a mulher e a filha, cerca das 8 horas da manhã desta quinta-feira.

Em circunstâncias ainda por apurar, acabou por morrer esfaqueado, presumivelmente com uma ferida auto-infligida, colocando-se a hipótese de que se terá suicidado com um golpe no pescoço após as agressões.

Outras fontes, contactadas pelo JN, não excluem a hipótese de o homem ter sido morto pela mulher, ao defender-se das agressões. Segundo um vizinho, eram frequentes as discussões na casa.

A filha, de 11 anos, e a mulher, cuja identidade não foi revelada, deram entretanto entrada no Hospital de Famalicão.

Além da GNR, foram deslocados para o local meios dos Bombeiros Voluntários de Famalicão e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Famalicão.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 06-11-2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Suíça: Homem matou a tiro a ex-mulher, o seu novo marido e suicidou-se em seguida (todos portugueses)


«Três corpos foram encontrados, esta segunda-feira, perto de uma estação de comboios em Wilderswil, na Suíça. As vítimas são todas de nacionalidade portuguesa. Segundo a imprensa local, um homem matou a tiro a ex-mulher, o seu novo companheiro e suicidou-se em seguida.





Um porta-voz da polícia avançou à agência francesa de notícias (AFP) que as autoridades foram alertadas às 07.00 horas (06.00 horas em Portugal continental) de que estavam cadáveres na zona daquela estação de comboios em Wilderswil, mas não adiantou mais pormenores.

Os três mortos são todos portugueses, disse à Lusa o coordenador local do Conselho das Comunidades Portuguesas, Manuel Beja. "Está confirmado que são portugueses", disse, acrescentando que as três vítimas mortais tinham entre 40 e 50 anos.

Segundo o jornal suíço "Tages Anzeiger" o crime ocorreu no âmbito de um drama familiar entre membros da comunidade portuguesa. O ex-marido matou a tiro a ex-mulher e o novo marido, com quem tinha casado há cerca de dois meses. Depois, o atirador suicidou-se.

Segundo uma testemunha citada pelo jornal, o ex-marido aterrorizava a ex-mulher há algum tempo e já lhe tinha feito ameaças.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 03-11-2014

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Cacém, Sintra: Rapaz assassinado com arma branca em rixa


«Uma rixa entre quatro jovens no Cacém, no concelho de Sintra, provocou, esta terça-feira, um morto e dois feridos, um dos quais em estado grave.

O rapaz morto foi atingido por uma arma branca, desconhecendo a PSP qual dos outros três jovens, um dos quais do sexo feminino, foi o autor do homicídio, disse à agência Lusa fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP).

A desordem ocorreu pouco depois das 20 horas na rua D. Maria II, e um dos jovens envolvidos acabou por morrer dentro de um café das imediações.

Quando a PSP chegou ao local, o jovem já tinha morrido.

Os outros dois jovens, que se encaminharam para o Centro de Saúde do Olival, foram transportados pelos bombeiros para unidades hospitalares, um para o Hospital de Santa Maria e outro para o Hospital Fernando da Fonseca.

Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários do Cacém, um dos feridos apresenta ferimentos com gravidade.

Fonte da PSP do Cacém disse à Lusa que a Polícia Judiciária já está esta noite no local a conduzir a investigação e que os dois jovens feridos que foram transportados para os hospitais "são suspeitos do homicídio".»


Fonte: Jornal de Notícias online

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Guimarães: Desempregado confessa dois homicídios à GNR


«Um desempregado, de 46 anos, entregou-se esta terça-feira à GNR de Guimarães e confessou dois homicídios: um em Joane (Famalicão), e outro em Felgueiras. Mas a Polícia Judiciária (PJ), que efetuou diversas diligências, deteve-o, com a mulher, por suspeita de apenas um crime, em Felgueiras.

Segundo a PJ de Braga, os dois indivíduos foram detidos por suspeita de terem assassinado à facada uma mulher no passado dia 27 de Abril, para a roubar.

A vítima, Sónia Soares, de 39 anos, foi amarrada à cama e morta à facada, em casa. O casal suspeito é seu vizinho.

Além deste crime, o homem confessou outro crime, em Joane, Famalicão, em 29 de Março de 2012. Mas as autoridades desvalorizam a sua confissão, tendo em conta que por esse homicídio já foi condenado o sobrinho da vítima, em Novembro do ano passado, a 20 anos de cadeia.»


Fonte: Jornal de Notícias

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Leiria: Homem mata ex-mulher a tiro na Quinta de Santo António



«Um indivíduo matou, esta segunda-feira, a ex-mulher a tiro à entrada de um prédio, na Quinta de Santo António, em Leiria.Vítima deixa dois filhos maiores de idade, fruto de relacionamento anterior.







A vítima é uma mulher de 51 anos atingida por um disparo na cabeça. O agressor, de cerca de 35 anos, está em fuga.

O homicídio ocorreu num prédio da rua Álvaro Pires de Miranda, cerca das 11 horas, quando a mulher saía de casa para o restaurante em que trabalhava, na mesma rua.

A vítima, de 51 anos, deixa dois filhos maiores de idade, de relacionamento anterior.

Ao que o JN apurou, havia já um historial de violência doméstica entre o casal. O atual companheiro, desempregado, que estaria até proibido de se aproximar da vítima, não aceitava a separação.

Além da Polícia Judiciária, acorreram ao local PSP e elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica.»

Fonte texto: Jornal de Notícias online
Imagem in Correio da Manhã

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Soure, Coimbra: Homem mata mulher e filha e deixa outra em estado grave


Duas pessoas morreram, incluindo uma menor, e outra ficou ferida com gravidade na sequência de um ataque com arma branca por um homem, durante a madrugada desta segunda-feira em Soure, Coimbra.





Segundo fonte da Proteção Civil, a agressão teve início no interior de uma habitação na Urbanização Encosta do Sol, e envolveu um homem de 49 anos, a sua mulher de 47 anos, e duas filhas de 16 e 13 anos.

A mulher e filha de 16 anos morreram no local, na sequência dos ferimentos causados por arma branca. Já a filha de 13 anos recebeu assistência no local e foi transportada para o Hospital Pediátrico de Coimbra em estado grave.

"Recebemos às 1.35 horas uma chamada que dava conta de uma agressão, a qual foi confirmada no local", afirmou à agência Lusa a fonte da Proteção Civil.

O agressor, que esteve barricado no interior da habitação, acabou por se entregar à GNR, e foi transportado para o Centro Hospitalar de Coimbra.

Pelas 4.30 horas estavam no local dez elementos da GNR e quatro da Polícia Judiciária. Os bombeiros de Soure mantinham-se também no local com 15 operacionais apoiados por oito viaturas.

LEIA TAMBÉM



Fonte: Jornal de Notícias, 20-10-2014

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Benavente: Quatro militares da GNR de Samora Correia detidos por corrupção e outros crimes


«A Guarda Nacional Republicana deteve, esta quarta-feira, em Samora Correia, distrito de Santarém, oito homens, quatro dos quais militares daquela força de segurança, indiciados por corrupção, furtos, burlas, peculato e fraude fiscal.





«No âmbito de um inquérito criminal tutelado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, a Unidade de Ação Fiscal da GNR realizou, pelas 07.00 horas, dez buscas domiciliárias e oito não domiciliarias na área de Samora Correia, distrito de Santarém.

"Na sequência das buscas, procedeu-se à detenção de oito indivíduos (com idades entre os 26 e 57 anos), dos quais quatro são militares da Guarda Nacional Republicana, pertencentes ao efetivo do Comando Territorial de Santarém, suspeitos da prática de diversos crimes, destacando-se os crimes de furto qualificado, burla, peculato, fraude fiscal e corrupção passiva", explica a GNR, em comunicado.

A GNR sublinha que a operação, denominada "Hydra", se "encontra ainda em curso, tendo sido apreendido, até ao momento [hoje], 5 mil quilos de metais não preciosos, em operadores de gestão de resíduos (sucateiras), e oito viaturas ligeiras".

Fonte policial disse à agência Lusa que os quatro militares detidos prestavam serviço no posto da GNR de Samora Correia, acrescentando que a investigação decorre "há vários meses".

Segundo a mesma fonte, os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial na manhã de quinta-feira para aplicação de medidas de coação.

No caso dos quatro militares, a GNR frisa que a nível interno da instituição será aberto "o competente procedimento disciplinar".

Na operação foram empenhados 105 militares da Unidade de Ação Fiscal, 15 do Comando Territorial de Lisboa e cinco da Unidade de Intervenção.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 15-10-2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Vila Real: Quatro jovens detidos por matar e enterrar Catarina Rodrigues junto à margem do rio Douro na Régua



Catarina Rodrigues tinha 23 anos -


Catarina Rodrigues terá sido degolada e enterrada num terreno a seguir ao fim do passeio pedonal, na margem do rio Douro, na zona do Salgueiral, Peso da Régua, em dezembro de 2013.

Os elementos da Unidade Local de Investigação Criminal da PJ de Vila Real detiveram no fim de semana quatro homens, entre os 19 e os 32 anos, todos sem ocupação laboral, no âmbito de uma investigação ao desaparecimento de uma mulher.


- Local onde o corpo foi encontrado -


Segundo aquela força policial, os arguidos, "por motivo fútil, exerceram atos de violência física sobre a vítima que lhe determinaram a morte". Após a morte da mulher, os suspeitos terão procedido "à abertura de uma vala onde depositaram o cadáver".

O corpo da jovem foi desenterrado pelos investigadores no domingo, após as detenções. Fonte dos bombeiros da Régua confirmou que foram acionados ao final da tarde de domingo para prestar auxílio à PJ, tendo fornecido luz no local onde foi encontrado o corpo e, posteriormente, feito o transporte do mesmo para Vila Real.

A queixa pelo desaparecimento da vítima, que tinha dois filhos menores, foi apresentada pelos familiares na GNR de Peso da Régua e o processo foi depois entregue à Polícia Judiciária.»

LEIA TAMBÉM:



Fonte: Jornal de Notícias online, 14-10-2014

sábado, 13 de setembro de 2014

Porto: Homem morre esfaqueado em Ramalde


«Um homem de 60 morreu na madrugada deste sábado após ter sido esfaqueado quando se encontrava num salão de jogos em Ramalde, no Porto. A Polícia Judiciária investiga o crime.
Foi já quase à hora de fecho da Academia de Bilhar, em Ramalde, que a tragédia ocorreu. Um homem foi esfaqueado no interior do salão de jogos numa altura em que estavam outros clientes no estabelecimento.
O agressor, que ainda não foi identificado, entrou no espaço e atacou a vítima à facada. Depois, pôs-se de imediato em fuga.
A vítima foi socorrida pelo INEM, mas acabou por morrer após várias tentativas de reanimação.
A PSP foi chamada ao local, mas por se tratar de um crime de homicídio a investigação está agora a cargo da Polícia Judiciária.»


Fonte: Correio da Manhã online, 13-9-2014

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Cascais: Mulher encontrada morta no carro em Trajouce foi regada com gasolina



«Uma mulher foi encontrada morta, esta sexta-feira de manhã, no interior do carro, na Estrada Cabeço Cação, em Trajouce, São Domingos de Rana, em Cascais. Vítima foi regada com gasolina e corpo ficou parcialmente carbonizado.




A mulher, que terá entre 40 e 50 anos, foi encontrada morta dentro do carro cerca das 8 horas da manhã desta sexta-feira. O corpo está parcialmente carbonizado, particularmente nos membros superiores.

Segundo o canal de média Cascais24, o corpo foi regado com gasolina, antes de ser ateado o fogo, que provocou uma pequena explosão dentro do veículo, que não apresenta sinais exteriores de incêndio.

O corpo foi removido pela PSP, para autópsia, pouco depois das 13 horas.

O carro foi encontrado, cerca das 8 horas da manhã, num descampado, numa estrada de terra batida, que é usada por muitas pessoas como atalho para a Escola Salesiana de Manique.

A Polícia Judiciária esteve no local a recolher provas que expliquem se está em causa um crime ou se a mulher atentou contra a própria via.

Os Bombeiros da Parede, que foram ao local, não prestaram declarações e a PSP adiou para mais tarde uma explicação, através do comando de Lisboa.

O alerta para o incidente chegou ao Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Lisboa às 7.47 horas desta manhã, tendo sido acionados os bombeiros e a PSP.»



Fonte: Jornal de Notícias online, 12-9-2014

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Vila Real: Detido suspeito de matar uma mulher a tiro na aldeia de Guiães







«A Polícia Judiciária deteve, esta quinta-feira de madrugada, um homem suspeito de matar, com dois tiros, uma mulher de 45 anos, na quarta-feira à noite, na aldeia de Guiães, em Vila Real, disse fonte policial.

A detenção do suspeito, de 47 anos, foi efetuada através da Unidade Local de Investigação Criminal da PJ de Vila Real, nas proximidades da aldeia de Guiães, onde ocorreu o crime.

A fonte da PJ disse à agência Lusa que se suspeita que "motivos passionais" tenham estado na origem dos disparos.

A polícia vai prosseguir com diligências durante o dia e o suspeito só na sexta-feira vai ser presente ao Tribunal de Vila Real, para primeiro interrogatório e aplicação de eventuais medidas de coação.

A mulher, viúva, foi atingida dentro de casa, tendo o alerta para a GNR sido dado através dos bombeiros, tendo o caso passado para a alçada da Polícia Judiciária.

Os bombeiros da Cruz Verde foram acionados para o local cerca das 22 horas de quarta-feira, os quais deram depois o alerta para a GNR de Vila Real, tendo posteriormente o caso sido entregue à Polícia Judiciária.»



Fonte: Jornal de Notícias online, 11 de Setembro de 2014
Imagem in Google

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Coimbra: Absolvida a inspetora da PJ Ana Saltão acusada de matar avó do marido






«A inspetora da PJ Ana Saltão acusada de matar a avó do marido em 2012 foi absolvida pelo Tribunal de Coimbra.

O tribunal não conseguiu provar que Ana Saltão tenha sido a autora dos disparos que mataram a idosa, de 80 anos, que foi atingida com 14 tiros, numa residência da rua António José de Almeida, zona de Celas, em Coimbra, na tarde de 21 de novembro de 2012.

Ana Saltão chegou a estar em prisão preventiva, tendo sido libertada em maio do ano passado.

Nas alegações finais, que se realizaram a 16 de julho, o Ministério Público (MP) pediu a pena máxima de 25 anos por homicídio qualificado para a inspetora da diretoria do Porto, considerando que a arguida revelou "premeditação e frieza de ânimo" no alegado crime, afirmou o procurador Jorge Leitão.

Castanheira Neves, advogado em representação do filho da vítima, disse em tribunal que "a conclusão parece óbvia".

Já a advogada de defesa de Ana Saltão, Mónica Quintela, pediu a absolvição total da arguida.

"Quero que se faça justiça. Um 'in dubio pro reo' [princípio em que, em caso de dúvidas, se favorece o arguido] nunca vai restituir o bom nome e imagem da arguida", disse a advogada.

Para o julgamento de Ana Saltão, foi escolhido um tribunal de júri, a pedido do MP, sendo o coletivo de juízes composto por João Ferreira, Fernanda Almeida e Alexandra Silva.»



Fonte: Jornal de Notícias, 08 de Setembro de 2014

domingo, 31 de agosto de 2014

Lordelo, Paredes: Homem matou a sua mulher à facada e entregou-se na GNR






«Uma mulher foi assassinada à facada, este sábado, pelo seu marido, que se foi entregar depois ao posto da GNR.

A vítima mortal tem 66 anos e o casal morava da Rua Antero Ferreira Leal, em Lordelo, Paredes, onde ocorreu o crime.

O alerta foi dado às 16.20 horas.

Os Bombeiros de Lordelo deslocaram-se de imediato para o local, mas não conseguiram salvar a mulher, que acabou por morrer a caminho do hospital.

A Polícia Judiciária está a investigar.»



Fonte: Jornal de Notícias online, 30-8-2014

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Albufeira: Discussão em bar na zona da Oura provoca um morto à facada


«Os desacatos ocorridos esta quarta-feira de madrugada, num bar na zona da Oura, em Albufeira, na sequência de um desentendimento entre um empregado de mesa e alguns clientes, apenas provocaram a morte do segurança do estabelecimento, não se confirmando a informação inicial que dava conta de uma segunda vítima mortal. O alegado agressor sofreu ferimentos graves e um empregado do estabelecimento teve apenas escoriações.

O caso aconteceu cerca das 3 horas, na esplanada de um bar, localizado na Avenida Sá Carneiro, na Oura, quando o segurança do estabelecimento interveio num desentendimento entre o empregado de mesa e um grupo de clientes portugueses e residentes na área da Grande Lisboa.

Na confusão que se gerou o segurança foi esfaqueado no peito, vindo a morrer já no Hospital de Faro .

O ferido em estado grave foi transferido para Lisboa e o empregado ferido teve alta ao início desta tarde.

De acordo com informações da GNR, os confrontos foram interrompidos pela equipa da unidade de intervenção da GNR que está a fazer o reforço de verão em Albufeira.

As investigações estão a cargo da Polícia Judiciária.»


Fonte: JN online, 20-8-2014

Carrazeda de Ansiães: Prisão preventiva para Ismael Vicente suspeito de matar uma mulher em Vilarinho da Castanheira


«O homem suspeito de ter esfaqueado duas mulheres, vitimando mortalmente uma delas, há duas semanas, perto de Carrazeda de Ansiães, ficou em prisão preventiva. Dezenas de pessoas juntaram-se, esta quarta-feira, à porta do tribunal para assistir à chegada de Ismael Vicente.





O alegado homicida esteve foragido mas entregou-se às autoridades na passada segunda-feira.

Esta manhã, à porta do tribunal, várias pessoas, entre elas familiares do acusado, gritaram "força Ismael" e "estamos contigo".

O presidente da Câmara de Carrazeda de Ansiães, José Luís Correia, que é natural da mesma aldeia do suspeito, Vilarinho da Castanheira, também esteve no tribunal, mas não quis prestar declarações.

Amílcar Monteiro conhece bem Ismael e afirma que o acusado "não fazia mal a ninguém". Sobre a medida de coação a aplicar, considerou que "o mais justo era deixarem-no com pulseira eletrónica porque ele não faz mal a ninguém". Outros populares que conhecem o suspeito partilham a mesma opinião e acreditam que o crime foi um "infeliz acaso".

Ismael Vicente é pastor e o crime aconteceu durante as festas locais. Esteve escondido em parte incerta durante duas semanas, mas entregou-se à Guarda Nacional Republicana de Carrazeda de Ansiães na passada segunda-feira, às 22.45 horas, na companhia de um irmão.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 20 de Agosto de 2014

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Carrazeda de Ansiães: Mulher de 41 anos morta à facada em Vilarinho da Castanheira


«Um homem matou esta madrugada uma mulher de 41 anos à facada e feriu outra, de 58 anos, com gravidade, em Vilarinho da Castanheira, concelho de Carrazeda de Ansiães. O autor do crime, com cerca de 40 anos, colocou-se depois em fuga.

Os motivos do crime permanecem desconhecidos mas admite-se que tenham origem em desentendimentos antigos.

A mulher de 41 anos morreu no local enquanto a de 58 anos foi transportada no helicóptero do INEM para um hospital do Porto. Já foi operada e não correu perigo de vida.

O alegado homicida, com cerca de 40 anos, reside em Vilarinho da Castanheira, localidade onde também vivia a vítima mortal. A ferida é de Cabanas de Baixo, no concelho de Torre de Moncorvo.»


Fonte: JN online, 05-8-2014

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Parede, Cascais: Homem estrangulado por companheiro de casa


«Um homem de 41 anos estrangulou, na sexta-feira de manhã, na Parede, o homem de 45 anos com quem partilhava casa.

O crime aconteceu depois de um forte desentendimento, na casa onde os dois viviam. 

O criminoso já foi detido pela Polícia Judiciária através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo. 

Segundo comunicado da PJ, o detido vai ficar em prisão preventiva.»

Fonte: DN online, 04-8-2014

Figueira da Foz: Homem de 32 anos morto a tiro em Santana


«Um homem de 32 anos foi morto a tiro, na madrugada desta segunda-feira, no concelho da Figueira da Foz, com o suspeito da autoria dos disparos a entregar-se à GNR.

De acordo com fonte da GNR citada pela agência Lusa, o crime ocorreu pouco antes das 3 horas, num parque de merendas de Santana, na rua da Gorreosa, em circunstâncias ainda por esclarecer.

Empunhando uma arma caçadeira, calibre de 12 mm, o agressor, de 35 anos, terá disparado sobre a vítima, causando-lhe a morte.

O homem entregou-se a uma patrulha da GNR do Posto de Quiaios chamada ao local, que procedeu à sua detenção e apreendeu a arma.

A fonte da GNR disse à Lusa que a Polícia Judiciária assumiu a responsabilidade do processo e deverá conduzir o detido ao Tribunal da Figueira da Foz, para interrogatório.

Compareceram ainda no local uma equipa da Cruz Vermelha de Maiorca e outra do INEM, com uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), que confirmou a morte.»


Fonte: JN online, 04-8-2014

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Costa da Caparica, Almada: Mulher assassinada à facada


«Uma mulher de 72 anos foi assassinada esta sexta-feira na sua casa na Costa da Caparica, em Almada, com uma arma branca e o companheiro, de 78 anos, foi detido pelas autoridades.

"Quando a GNR chegou ao local a mulher estava já cadáver. O suspeito, com quem a vítima vivia em união de facto há cerca de seis anos, estava no local e foi detido", explicou fonte da GNR citada pela Agência Lusa.

A GNR isolou o local e a Polícia Judiciária de Setúbal foi chamada ao local e tomou conta da investigação.»



Fonte: Jornal de Notícias, 25 de Julho de 2014

sábado, 19 de julho de 2014

Três agentes da PSP em prisão preventiva por roubo e outros crimes






«Oito arguidos, incluindo três polícias, pertencentes a um grupo criminoso de 12 pessoas detido pela PJ por sequestro, roubo e usurpação de funções, ficaram este sábado em prisão preventiva.

Segundo disse à Lusa fonte policial, os restantes quatro arguidos detidos na quarta-feira pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT) da PJ ficaram sujeitos a apresentações periódicas diárias às autoridades, depois de inquiridas pelo juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).

O grupo, que integrava três agentes da PSP, foi detido pela PJ por crimes de associação criminosa, sequestro, roubo qualificado, usurpação de funções, abuso de poderes e posse de armas proibidas.

Os detidos, 11 homens e uma mulher, com idades entre os 31 e 43 anos, dedicavam-se "a sinalizar potenciais alvos para os roubarem no interior das suas residências, simulando tratar-se de verdadeiras ações policiais a cumprir buscas domiciliárias judicialmente ordenadas, tendo alguns deles utilizado, em certas ocasiões, as suas próprias fardas para assim melhor credibilizarem as atuações", informou a PJ, aquando das detenções.

Os crimes investigados - adianta a PJ - ocorreram nos distritos de Lisboa e Setúbal, tendo em alguns dos casos sido utilizada a violência e a coação para que as vítimas fornecessem informação sobre os locais onde se encontravam escondidas quantias monetárias, objetos e produtos com valor acrescentado.

Na operação policial, desencadeada pela UNCT da PJ, em articulação com o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), foram realizadas 28 buscas domiciliárias e não domiciliárias, tendo sido possível apreender "relevantes elementos de prova".»


Texto in JN online, 19 de Julho de 2014
Imagem ilustrativa in Google

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Vila Real: Rui Borges (43 anos) mata à machadada a companheira Tânia Cordeiro (33 anos) no Bairro da Araucária





«Um mulher foi morta, esta quarta-feira, à machadada pelo companheiro no Bairro da Araucária, em Vila Real. O casal estava sozinho em casa quando ocorreu o crime. A PSP já tinha sido chamada ao local na noite de terça-feira e também na manhã de hoje.

Rui Borges, conhecido como "lobisomem", por ser peludo, está reformado e vivia há mais de uma década com Tânia Cordeiro, desempregada, e os dois filhos da vítima, um rapaz de 17 anos e uma rapariga de 15, fruto de uma relação anterior. Ele também tinha filhos de uma relação com outra mulher que falecera há três semanas.

Por volta das 19.30 horas desta quarta-feira, após nova discussão, Rui Borges terá desferido três golpes na cabeça da companheira com uma machada, que foi encontrada ao lado da vítima. Saiu de casa, fechou a porta e foi ter com um vizinho. Entregou-lhe a chave do apartamento e contou o que tinha feito. Foi esse vizinho que alertou a PSP e deu conta da localização do homem que acabou detido.

A vítima estava viva quando foi encontrada pela Polícia e o socorro médico chegou, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Rui Borges ainda ligou à filha de Tânia para lhe dizer: "Matei a tua mãe". Os dois filhos da vítima não estavam em casa à hora do crime.

Segundo vizinhos, o casal tinha estado no café horas antes e aparentavam estar calmos, apesar de a última chamada para a PSP por queixas de violência doméstica ter sido durante a manhã desta quarta-feira. "Eles passaram por mim a meio da tarde e pareciam bem", conta um vizinho que não se quis identificar.

António Cordeiro, tio da vítima, afirmou que o casal já se tinha separado várias vezes e as queixas de violência à Polícia eram recorrentes. "Ela bem queria que ele se fosse embora mas ele não saía lá de casa", contou. Um vizinho afirmou que a PSP também já tinha estado no prédio na noite anterior ao crime e que a vítima dormia muitas vezes noutro quarto, onde se fechava com medo do companheiro.»



Fonte: JN online, 17-7-2014

terça-feira, 15 de julho de 2014

Grândola: João Marcelino Rodrigues, advogado e ex-líder da Concelhia do PS, condenado a cinco anos e nove meses de prisão efectica, por abuso sexual de menores





«O antigo presidente da Comissão Política Concelhia do PS de Grândola, João Marcelino Rodrigues, foi esta segunda-feira condenado pelo tribunal local a cinco anos e nove meses de prisão, por abuso sexual de menores.

Segundo fontes judiciais, João Marcelino Rodrigues, advogado de profissão, que estava acusado de abuso sexual de quatro crianças menores, entre os 9 e os 11 anos, recolheu de imediato ao estabelecimento prisional, alegadamente por não ter apresentado de imediato a intenção de recorrer da condenação.

A agência Lusa tentou saber junto do advogado de defesa, Agostinho Ferreira, se tencionava recorrer da sentença aplicada ao seu cliente, mas este escusou-se a prestar declarações.»



Fonte: JN online, 14 de Julho de 2014
Imagem in Correio da Manhã

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Seixal: Oficial da Marinha Paulo Rodrigues mata a tiro a mulher Ana Cristina



- O automóvel (à esq.) pertencia a Paulo Rodrigues, que atraiu a mulher a cilada em pinhal (em cima), onde a assassinou a tiro -




«Ana Cristina Rodrigues, 44 anos, despediu-se de manhã dos pais e prometeu ser rápida. Voltaria a tempo de fazer o almoço para os filhos, de 15 e 7. Ia tomar o pequeno-almoço ao café com o marido e aproveitariam para fazer compras, anteontem, em Foros da Amora, Seixal. Mas Paulo Rodrigues, 47 anos, tinha outros planos para a mulher. Levou-a de jipe para uma zona de mato a 500 metros, na Quinta da Apostiça – e executou-a a tiro. A seguir, o capitão de fragata, comandante da Marinha, pôs fim à sua vida. 

O alerta chegou pelo som de um telemóvel caído numa zona de pinhal denso, pelas 16h30 de anteontem. Um homem que passeava foi atrás do som – do telemóvel de Ana – quando viu um cenário macabro: uma mulher seminua, de barriga para baixo no meio das silvas, com dois tiros no peito e outro na cabeça. 

Esta informação chegou à Polícia Judiciária de Setúbal, que no local identificou a vítima pelos documentos pessoais dentro da carteira, junto ao telemóvel e ao corpo. Rapidamente, o suspeito número 1 passou a ser o marido – estavam ambos desaparecidos desde manhã, segundo informaram os pais de Ana Cristina. E o carro do militar na reserva, fuzileiro, acabou por ser encontrado junto a uma bomba de gasolina também perto de casa, abandonado: o corpo do homicida estava a 150 metros, encontrado com uma bala na cabeça, mais uma vez disparada pela sua pistola com calibre de 9 mm. 

A Judiciária encontrou registos de consultas psiquiátricas que Paulo Rodrigues frequentava há algum tempo – a própria família confirma que o oficial da Marinha estava a enfrentar uma depressão. Mas o homicídio da mulher seguido de suicídio deixou toda a gente surpreendida e em choque – não havia qualquer antecedente de violência doméstica.»


Fonte: Correio da Manhã online, 11 de Junho de 2014

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Seixal: Casal encontrado morto a tiro em Belverde


«Um homem e uma mulher, com idades entre os 40 e os 50 anos, foram encontrados mortos a tiro em Belverde, no Seixal.

"Uma mulher foi encontrada morta, devido a disparos com arma de fogo, numa zona de mato na rua dos Eucaliptos, em Belverde, no Seixal. Mais tarde foi encontrado o corpo de um homem, a cerca de 50 metros da primeira vítima, também morto devido a uma arma de fogo", disse fonte da PSP, acrescentando que os corpos foram descobertos na quarta-feira.

Segundo a mesma fonte, a arma utilizada foi uma 7,65 mm, que foi encontrada no local. Não são conhecidas as circunstâncias da ocorrência, admitindo as autoridades que se pode estar perante um caso de homicídio seguido de suicídio, não estando ainda estabelecida uma relação entre as duas vítimas.  

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal confirmou à Lusa que a primeira ambulância saiu para o local ao final da tarde de quarta-feira, enquanto a segunda foi chamada durante a noite.  

Os dois corpos foram recolhidos pelos bombeiros da Amora e transportados para a morgue do Hospital Garcia de Orta, em Almada.  

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.»



Fonte: Jornal de Notícias online, 10-7-2014

Seixal: Casal encontrado morto num pinhal na Amora



«Os corpos de um casal, um homem de 47 anos e uma mulher de 44, foram na noite desta quarta-feira encontrados com marcas de tiros num pinhal, na zona da Amora, no concelho do Seixal. 

As autoridades apontam para homicídio, seguido de suicídio. 

Os bombeiros da Amora recolheram os cadáveres. 

A PSP tomou conta da ocorrência e passou a investigação à PJ de Setúbal.»


Fonte: Correio da Manhã, 10 de Julho de 2014


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Lisboa: Polícia Judiciária procura brasileiros suspeitos do homicídio de idosa na Rua Dr. Oliveira Ramos


«Dois pedreiros de nacionalidade brasileira são procurados pelas autoridades policiais no âmbito da investigação à morte de Blandina Braga, de 89 anos, que foi assassinada durante um assalto à residência que partilhava com uma amiga, na Rua Dr. Oliveira Ramos, em Lisboa, perto da Avenida Morais Soares, segunda-feira de manhã.

Miquelina Silva, de 83 anos, que há 50 anos partilhava com a vítima mortal o apartamento, no rés do chão esquerdo do número 27, está internada em estado grave, por também ter sido agredida.

Segundo Cristina Fernandes, uma vizinha, as idosas aguardavam na manhã de segunda-feira "pelos senhores que iam fazer obras no teto da casa". "A dona Blandina estava sempre deitada. A dona Miquelina é que pode ter aberto a porta. Teria de ser alguém de quem estariam à espera", disse.

As idosas não terão gostado da dupla que foi contratada pelo senhorio. Ainda assim, acederam ao arranque das obras, até porque o mais evidente seria contratar um morador no próprio prédio que tem uma empresa de construção civil, apurou o JN.

Miquelina terá sido a primeira a ser agredida violentamente, perdendo os sentidos, cerca das 11 horas. O JN sabe que Blandina acabou por ser sufocada com um lençol impregnado de uma substância semelhante a diluente, no quarto onde vivia acamada.

O alerta foi dado pela idosa sobrevivente, que saiu para a rua assim que recuperou os sentidos. "A cara dela estava irreconhecível. Esta rua está terrível. Até eu já fui roubada", admitiu Maria do Céu Ferreira, com Lucinda Lurdes, amigas da vítima.

Já António Marques, que reside no andar de cima, mostrou-se amedrontado com o cenário. "Era uma senhora [Blandina] que me pedia muitas vezes para a ajudar a falar no Skype. Espero que encontrem esses bandidos".

Há um ano, uma vizinha de Blandina Braga, uma idosa que vivia na cave esquerda, foi também visitada por pedreiros contratados pelo senhorio, para a realização de obras de conservação. Após aquele encontro, a idosa acabou por alegadamente pôr termo à vida.

"Nunca abriam a porta se não conhecessem a pessoa. Seja quem foi que fez isto, já tinha estado lá em casa, senão não entrava".»



Fonte: Jornal de Notícias online, 02-7-2014