quinta-feira, 2 de julho de 2009

Porto: Bruxo 'Mestre Dami' burla apresentadora Ana Cláudia Viriato


«Depressões, problemas familiares, mau-olhado. O mestre Dami tinha solução para tudo. No entanto, os clientes tinham de desembolsar muito dinheiro para resolver as maleitas (entre 45 mil e 210 mil euros), pois só assim poderia salvá-los do bruxedo que lhes fora lançado. Uma das vítimas da engenhosa burla foi a apresentadora Ana Cláudia Viriato, que trabalhou no programa ‘Portugal no Coração’, da RTP 1.

Ontem, o bruxo luso-brasileiro, de 51 anos, começou a ser julgado no Porto por quatro crimes de burla agravada, com os quais em quatro meses arrecadou 318 mil euros.

Dami confessou todos os factos da acusação e, entre lágrimas, disse ter caído em "tentação". Essa tentação fez com que as vítimas do burlão tivessem passado por "momentos complicados", em termos psicológicos e económicos, porque todas contraíram empréstimos bancários.

Identificado o motivo do sofrimento de cada cliente, Dami justificava-o com um bruxedo lançado, que era preciso reverter. Para tal, depois de uma sessão litúrgica com altares e amuletos, havia uma visita ao cemitério.

No fim, os clientes tinham de pôr numa caixa o valor pedido pelo parapsicólogo para pagar a cura a uma entidade divina. Na altura de encerrar o caixa o cliente tinha de fechar os olhos: a caixa era trocada por outra – e o golpe consumado.

NECESSIDADE DE VELAS
Dami apresentava aos clientes o anjo da guarda. Era o primeiro passo para criar uma necessidade: comprar velas para o alumiar. O preço era, no entanto, alto: em média 5 mil euros.
"FAZEM PREÇOS ALTOS"
Uma das vítimas questionou o bruxo quanto à quantia elevada a pôr na caixa. A resposta foi pronta. "Eles fazem preços muitos altos, que é para as pessoas se deixarem morrer."
DORMIR SETE DIAS
Para que o bruxedo resultasse era preciso dormir sete dias sobre o dinheiro. Na caixa, já trocada, apenas havia papel.»
in CM online, 02-7-2009

1 comentário: