quarta-feira, 21 de Julho de 2010

Francisco Leitão, o "rei Ghob", usou telemóvel da vítima para enviar SMS à família



«O presumível assassino de três jovens andou a enganar, durante dois anos, os familiares de uma das primeiras vítimas, Ivo Delgado, de 22 anos, no sentido de fazer crer que ele estava vivo, segundo adiantou ao JN uma das irmãs. O homem, que foi detido ontem, terça-feira, vai ser presente ao Tribunal de Torres Vedras, às 14 horas.

De acordo com a mesma jovem, de 16 anos, Ivo chegou a trabalhar na sucata que Francisco Leitão, de 42 anos, possuía nas traseiras da sua casa, na localidade de Carqueija, em Torres Vedras, e foi desta relação laboral que se iniciou a proximidade com a vítima.

Francisco Leitão terá assassinado Ivo, após o que se apoderou do seu telemóvel, enviando durante dois anos mensagens consecutivas à família. Foi o próprio suspeito e o Ivo que disseram à família do jovem que ele ia trabalhar para Espanha, quando na intenção do sucateiro já estava assassinar Ivo.

Segundo a irmã, inicialmente a família não estranhou a vontade de Ivo em ir para Espanha, uma vez que ele chegou a ter problemas com a justiça por furtos e nas mensagens era isso que ele alegava, querendo evitar uma possível intercepção com a polícia, quando a família insistia em querer ouvi-lo.

Familiares e vizinhos garantem que, durante estes dois anos, o assassino chegou a ir várias vezes a casa da família, na localidade Serra do Calvo, descansando-os, falando do jovem, garantindo que estava tudo bem com ele e, inclusive, pedindo-lhes dinheiro e comida dizendo que era para enviar para Ivo.

Francisco Leitão foi detido ontem, terça-feira, suspeito da morte de três jovens, com idades entre os 16 e 20 anos, e vai ser presente ao Tribunal de Torres Vedras às 14 horas, segundo fonte ligada ao processo citada pela Agência Lusa.

Segundo fonte policial, o arguido terá mantido um relacionamento amoroso com o jovem que terá abandonado a ligação homossexual para iniciar um relacionamento heterossexual.

Num contexto de desolação amorosa, Francisco Leitão terá assassinado a jovem e, pouco depois colocou termo à vida do antigo companheiro, por alegadamente, este ter descoberto o crime.

Em Março deste ano, terá feito nova vítima, num cenário semelhante.»
Texto in JN online, 21-7-2010
Imagem in Google

Sem comentários:

Enviar um comentário